Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Noticias

13 DE FEVEREIRO - Dia da Assistência Religiosa – Nascimento do Capitão Capelão Antônio Álvarez da Silva (Frei Orlando) (1913)

Publicado: Segunda, 03 de Julho de 2017, 17h55 | Última atualização em Segunda, 05 de Fevereiro de 2018, 16h49 | Acessos: 65

assist_relig_exer.jpg

          Desde o período colonial, as forças militares no Brasil contaram com o apoio de padres católicos. No Império, o Brasil tinha uma religião oficial, a Católica Romana, e o Exército contava com uma Repartição Eclesiástica no mais alto escalão. Com a República, este trabalho foi oficialmente extinto. A religião, entretanto, continuou a fazer parte do dia a dia dos brasileiros e na vida dos quartéis. Com a montagem da Força Expedicionária Brasileira para combater na 2ª Guerra Mundial, foi reorganizado o Serviço de Assistência Religiosa (SAR).

          Um dos primeiros integrantes do novo Serviço foi o padre Antônio Álvarez da Silva, que usava o nome religioso de “Frei Orlando”. Nasceu em 13 de fevereiro de 1913, em Morada Nova, MG. Órfão com apenas um ano, foi adotada por família muito religiosa. Esforçado, consegue estudar e é ordenado Padre na Holanda em outubro de 1837. Tornou-se professor em São João d’el Rey, onde também criou um serviço de assistência notável, a “Sopa dos Pobres”. Com a criação do SAR, fez parte da primeira turma, e embarcou para a Guerra junto com o 11º Regimento de Infantaria. Fazia questão de percorrer toda a frente, levando a assistência espiritual até ao último soldado. No dia 20 de fevereiro de 1945, véspera do ataque final a Monte Castelo, foi vítima de um tiro acidental disparado por um aliado italiano. Frei Orlando foi instituído como patrono do Serviço de Assistência Religiosa do Exército em 1946.

frei_orlando.jpg

Fim do conteúdo da página