Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Noticias

Comando Militar do Leste realiza homenagem ao Patrono do Serviço de Assistência Religiosa do Exército

Publicado: Sexta, 14 de Fevereiro de 2020, 13h45 | Última atualização em Sexta, 14 de Fevereiro de 2020, 13h45 | Acessos: 19

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 13 de fevereiro, data em que o Exército Brasileiro celebra o Dia do Serviço de Assistência Religiosa, o Comando Militar do Leste (CML) realizou no Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial (MNMSGM) uma cerimônia em homenagem ao Capitão Capelão Antônio Álvares da Silva, o Frei Orlando.

A solenidade composta de uma celebração ecumênica, celebrada pelos Capelães católico e evangélico do CML, de uma aposição floral junto à lápide do homenageado, seguida da execução do toque de silêncio e apresentação da Banda de Música do 1º Batalhão de Guardas e da Banda de Gaitas de Fole Brazilian Piper.

A atividade contou com a presença do General de Divisão Carlos Alberto Mansur, Vice-Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército; acompanhado do General de Brigada Sérgio Schwingel, Chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Leste; do General de Brigada Tales Eduardo Areco Villela, Diretor de Fabricação; e do General de Brigada Antonio Carlos de Souza, Chefe do Gabinete de Intervenção Federal no Rio de Janeiro, de Veteranos da Força Expedicionária Brasileira (FEB), de representações do CML e do Departamento de Educação e Cultura do Exército.

Frei Orlando integrou a FEB e participou ativamente da assistência religiosa aos soldados em combate na Itália, durante a participação do Brasil na 2ª Guerra Mundial. Faleceu no dia 20 de fevereiro de 1945, quando se deslocava para a região de Monte Castelo, onde celebraria uma missa para os militares que no dia seguinte, conquistariam um dos principais pontos de resistência alemã. Sepultado inicialmente no Cemitério Militar Brasileiro de Pistóia, na Itália, teve seus restos mortais e dos demais militares da FEB repatriados no ano de 1960, onde foram inumados de forma definitiva no mausoléu do MNMSGM.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página